Novo EcoSport 2013 mais detalhes do novo modelo.

Novo EcoSport 2013

 

O ano começou agitado na Ford. Logo no dia 4 de janeiro, a marca reuniu a imprensa em Brasília (DF) para apresentar sua grande atração de 2012: a geração global do EcoSport. A data não foi escolhida à toa, pois coincidia com a primeira aparição pública do modelo, no Salão de Nova Délhi, na Índia, onde o jipinho também será vendido em breve. Menos de uma semana depois, numa manhã chuvosa, era nossa vez de conhecer o Eco mais intimamente. E agora revelamos todos os detalhes que a Ford não contou na coletiva.

 

Novo EcoSport 2013

 

Mesmo depois de apresentado ao mundo, o protótipo do Eco está guardado a sete chaves. Nosso encontro ocorreu numa ala da fábrica de São Bernardo do Campo (SP), onde o modelo estava coberto por três capas no momento em que chegamos. Ao retirar as coberturas, a surpresa. Eu já havia visto o jipinho em fotos, mas ao vivo a impressão é ainda melhor. E olha que estamos diante da versão final, basicamente. “Apenas os faróis terão desenho interno mais simples, sem o uso de leds como no conceito”, afirma João Marcos Ramos, designer-chefe do estúdio brasileiro da Ford. Em relação ao modelo que deixa de ser produzido em fevereiro, o novo EcoSport chama atenção pelo aspecto bem mais agressivo. A dianteira com o “bocão” de filetes cromados e os faróis estreitos chega a lembrar a do Land Rover Range Rover Evoque. Também se destacam as laterais com “ombros” bem definidos e a coluna traseira preta, que faz o vidro lateral parecer integrado ao traseiro.

 

Novo EcoSport 2013

 

Aliás, a coluna “oculta” é um recurso que faz ligação com a primeira geração do jipinho, assim como o estepe na tampa traseira, que gerou polêmica durante o projeto. O chefe global de design do grupo Ford, J. Mays, defendia que o pneu sobressalente exposto era uma solução antiquada, mas a voz do povo venceu a disputa: o estepe externo foi mantido depois que as clínicas com consumidores brasileiros apontaram que o item era fundamental para dar “identidade off-road” ao carro. Por falar em clínicas, o designer Marcos Ramos revela que o EcoSport foi o modelo mais bem avaliado da história da Ford nesse tipo de pesquisa com potenciais clientes. Sem dúvida, um motivo de orgulho para os 83 designers do estúdio de Camaçari (BA). A fábrica baiana, inclusive, terá a primazia de produzir o novo EcoSport, antes do restante do mundo.

 

Ainda é cedo para falar sobre preços, mas pesquisas com concessionários e fontes ligadas à Ford indicam valores a partir de R$ 55 mil, logo acima da versão completa do New Fiesta – e mais caro que o principal concorrente, Renault Duster. Já o Eco topo de linha deve beirar os R$ 80 mil, entrando na briga com rivais importados como Honda CR-V, Hyundai ix35 e Kia Sportage. Se depender do design e da promessa de construção esmerada, o novo EcoSport tem tudo para seguir a trilha de sucesso do antecessor. É só não salgar demais a conta.

0 Comentário

Ainda não há comentários.